fbpx
Notícias

Um Cruzeiro até às “bordas geladas da Terra” (só para quem acredita que a Terra é plana e não esférica)

Anunciado como sendo a “maior e mais ousada aventura de todos os tempos“, este cruzeiro juntará pessoas que acreditam que o planeta é um disco protegido por uma parede de gelo.

Existe, no entanto, um pequeno detalhe neste plano: o navio utiliza equipamentos de navegação baseados numa Terra esférica e não plana.

As cartas náuticas são realizadas com isso em mente: que a Terra é redonda“, disse o ex-capitão do navio de cruzeiro Henk Keijer ao The Guardian. Keijer é capitão de navios de cruzeiro há 23 anos e é atualmente especialista em operações forenses.

Navios e outras embarcações usam o mesmo sistema de posicionamento global que usamos para evitar o trânsito – há 24 satélites que orbitam em volta do planeta, fornecendo informações a todo o momento.

Como Keijer explica, há 24 satélites por causa da “curvatura da Terra“. Precisaríamos de pelo menos três satélites para identificar uma localização numa superfície plana, através de um processo chamado triangulação.

Os navios modernos usam sistemas de navegação denominados ECDIS (Electronic Chart Display and Information System), que usam GPS para determinar automaticamente a sua localização e a de outras embarcações existente num determinado raio.

O sistema, que se baseia em satélites à volta de um planeta redondo, “proporciona uma grande melhoria a nível de segurança da navegação“, segundo o hidrógrafo Max van Norden, da Universidade do Sul do Mississippi. Numa entrevista de 2012 com a NPR, afirmou que o ECDIS é uma necessidade na prevenção de colisões porque melhora a “consciência situacional“.

Leia também  Cruzeiros superam números pré-pandemia com 31 milhões de passageiros em 2023

Apesar disto, a Conferência Internacional da Terra Plana descarta evidências de satélites porque “acredita que as agências espaciais do governo estão a produzir materiais enganosos“. O site afirma que imagens e fotografias podem ser desmascaradas uma vez que são reproduções de artistas ou “capturadas via lente olho de peixe“, o que produz uma “aparência curva“.

A Conferência Internacional da Flat Earth não respondeu aos pedidos de comentários, mas, como Keijer diz ao The Guardian, a organização teria dificuldade em encontrar uma equipa de navios de cruzeiro que partilhasse a sua ideologia comprovadamente incorreta.

Já naveguei 2 milhões de milhas, mais ou menos“, disse Keijer. “E nunca encontrei um capitão que acreditasse que a Terra é plana.”

O cruzeiro terá lugar em 2020, e não se sabe bem qual é o itinerário (mas isso dizemos nós). Mais informações no site oficial: http://fe2019.com.

Share this

Novo Cruzeiro de Grupo: Ilhas Gregas a bordo do Celebrity Infinity!