fbpx
Notícias

São esperados 27 milhões de passageiros de cruzeiros em 2018… e 27 novos navios (conheça as novas tendências para o próximo ano)

Harmony of the Seas

De acordo com a Associação Internacional de Companhias de Cruzeiros (CLIA em inglês), prevê-se a continuação do crescimento das viagens de cruzeiro em 2018. Esta e outras informações podem ser encontradas no relatório 2018 State of the Cruise Industry Outlook.

Este relatório dá-nos uma visão aprofundada do impacto económico global da indústria de cruzeiros, bem como das tendências que afetarão as viagens de cruzeiro em 2018. Os dados atuais mostram que os cruzeiros se encontram em ascensão, com 27,2 milhões de passageiros previstos para 2018, afirmou a CLIA.

[xtopic title=”Tome Nota” layout=”1″ alignment=”right” ids=”18381″]

Em 2017, estima-se que 25,8 milhões de passageiros tenham viajado em cruzeiros, em comparação com os 24,7 milhões de passageiros em 2016 – um aumento de 20,5% em cinco anos, entre 2011 a 2016. Para responder a esta procura, haverá mais navios a viajar em 2018. As companhias de cruzeiro da CLIA esperam lançar 27 novos navios oceânicos, fluviais e linhas específicas, no próximo ano.

Não há dúvidas de que o setor dos cruzeiros continua em crescendo, com um maior interesse por parte do consumidor e criando um impacto positivo na economia global“, disse Cindy D’Aoust, presidente e CEO da CLIA. “O relatório 2018 State of the Cruise Industry é uma maneira de estarmos a par da indústria global de cruzeiros e conhecer o seu impacto na economia global, bem como identificar novas tendências que irão influenciar as viagens de cruzeiro no futuro“.

A CLIA relata também o impacto económico do setor em 2016. As despesas do setor de cruzeiros foram de 126 mil milhões de dólares no total do setor mundial, empregando mais de um milhão de funcionários que ganharam 41 mil milhões em rendimento/salário, um aumento em relação aos anos anteriores.

Como parte do relatório 2018 State of the Cruise Industry, a CLIA faz uma previsão das melhores tendências de viagens para o próximo ano:

  1. Todos os rendimentos dão para fazer um cruzeiro – Quase todos os escalões de ordenado realizam, actualmente, viagens de cruzeiro. Na verdade, um terço (33%) dos viajantes ​que fizeram um cruzeiro nos últimos três anos tem um rendimento familiar inferior a 80 mil dólares. Enquanto os dados mostram que o cruzeiro se inclina um pouco mais para o consumidor abastado, o relatório indica que quase todos os níveis de rendimento desfrutam de férias de cruzeiro.
  2. Viagens imersivas – A próxima evolução das viagens de cruzeiro terá um carácter imersivo, no qual os viajantes procuram experiências “transformadoras”. Da imersão cultural a aventuras extremas, aqueles que regressam de um cruzeiro assim terão uma outra perspectiva e um sentimento de realização. Alguns itinerários incluem a oportunidade de se dedicar à cozinha local, de realizar passeios através de pequenas aldeias e até mesmo visitas a casas particulares. Os viajantes podem ter hipótese de nadar com tubarões na África do Sul, montar uma Harley Davidson no Alasca ou misturar-se com pinguins no Ártico.
  3. Sustentabilidade – No próximo ano, haverá um foco ainda maior no turismo sustentável. Os viajantes poderão participar em acções sustentáveis, ​​tanto a bordo como fora, desde actividades relacionadas com a reciclagem e gestão de resíduos a iniciativas de voluntariado que se concentram na criação de um impacto ambiental e social positivo em diversos destinos ao redor do globo.
  4. Os Millennials pereferem os rios – Percursos fluviais, ao invés de oceano, e em pequenos navios de cruzeiro, continuam a ganhar força entre os viajantes, especificamente os Millennials. Com itinerários e experiências de destino em constante expansão, que vão muito além das caminhadas e excursões de autocarro e infinitas opções para o “momento Instagram” perfeito, a geração mais nova está a procurar cruzeiros feitos em rios.
  5. Cruzeiro Multi-geração – O cruzeiro multi-geração, onde viajam várias gerações juntas, deverá aumentar em 2018, conforme da CLIA em abril de 2017. Mas há atenção que as viagens com avós e netos, sem os pais, estão igualmente revistas aumentar em 2018.
  6. Destinos quentes e frios – O próximo ano prevê um aumento nas viagens para destinos climáticos mais frios, como Países Bálticos, Canadá, Alasca e Antártica. Com uma variedade de excursões única, desde a observação de pinguins à pesca no gelo, estes destinos de inverno estão a atrair tanto viajantes novos quanto repetentes.
  7. Viagens saudáveis ​​- Os viajantes procuram viagens de saúde e bem-estar e a indústria de cruzeiros responde com serviços e experiências para a mente e o corpo. Hoje, realizam-se seminários de bem-estar a bordo, liderados por especialistas, programas personalizados de fitness, gestão de stress e serviços de spa. Há cruzeiros inteiros dedicados à perda/ganho de peso e vida saudável, incluindo cruzeiros e menus da conhecida Weight Watchers para uma variedade de necessidades alimentares, desde diabéticos a dietas baseadas em plantas.
  8. Tecnologia Smart Travel – No próximo ano haverá um aumento das tecnologias a bordo. Várias linhas de cruzeiros estão já a introduzir a tecnologia wearable (através de pulseiras ou colares) que oferece uma experiência personalizada a bordo, como acender as luzes da cabina quando o passageiro se aproxima.
  9. Agentes de viagens: os agentes de viagens continuam a observar uma procura dos seus serviços por parte dos clientes no que diz respeito ao planeamento das férias. Quais os benefícios? Facilidade no planeamento da viagem, conhecimentos dos destinos e do setor e preços mais baixos.
Leia também  Dubai vai ter táxis voadores.... e entram já em serviço em 2026
Share this

Novo Cruzeiro de Grupo: Ilhas Gregas a bordo do Celebrity Infinity!