Royal Caribbean

Royal Caribbean completou 10 charters de navios em exclusivo desde a retoma das operações

A Royal Caribbean International anunciou o fretamento completo de dez navios desde a retoma dos serviços na América do Norte e na Europa em 2021.

De acordo com um informação publicada pela companhia, os seus navios passaram 57 noites fretados desde o reinício global.

No período, os navios transportaram mais de 26.000 passageiros em segurança e efetuaram-se 2.280 conferências e reuniões a bordo.

As viagens também renderam 4 milhões de dólares para instituições de caridade, acrescentou a Royal Caribbean.

Monsters of Rock Cruise

Quase todos estes charters ocorreram nos maiores navios da frota, com quatro viagens em navios da Classe Voyager e três em navios da Classe Oasis. A Classe Radiance e a Classe Freedom também receberam um total de três cruzeiros charter.

Uma das viagens foi o Monsters of Rock Cruise que ocorreu a bordo do Freedom of the Seas em Fevereiro passado. Produzido pela On the Blue, o cruzeiro de cinco noites com tema musical partiu de Miami com uma programação que incluiu apresentações de Alice Copper e outras 35 bandas.

Outro fretamento ocorreu a bordo do Mariner of the Seas em Maio, com o Cruise to the Edge. Com foco no rock progressivo, o itinerário de cinco noites contou com atuações de Alan Parsons, Marillion, Transatlantic e muito mais.

A Royal Caribbean também organizou um charter musical na Europa com o Jewel of the Seas. Em Maio, o navio da Classe Radiance recebeu o cruzeiro de jazz Dave Koz, que contou com um total de 39 artistas e músicos convidados, como Mindi Abair e Keiko Matsui.

Depois de receber os passageiros na América do Norte e na Europa em meados de 2021, a Royal Caribbean International marcou recentemente o regresso ao serviço de toda a frota de 26 navios.

Leia também  Agência 365 Cruzeiros lança mais uma proposta para o Wonder of the Seas (com um programa completo)

Em Maio, o Rhapsody of the Seas retomou as operações no Mediterrâneo, concluindo o reinício da companhia.