Royal Caribbean

Muster 2.0: Royal Caribbean acaba com uma das tarefas mais odiadas pelos passageiros de cruzeiros

APP Muster 2.0 da Royal Caribbean

O Grupo Royal Caribbean está a substituir um dos rituais menos populares, mas um dos mais importantes, das férias num cruzeiro – o Exercício de Segurança/Master Drill – pela APP Muster 2.0, uma abordagem totalmente nova para fornecer informações de segurança aos hóspedes.

Este programa inovador, o primeiro deste tipo, reinventa um processo originalmente projetado para grandes grupos de pessoas, para uma abordagem mais rápida e personalizada, que incentiva os níveis mais altos de segurança.

Com a Muster 2.0, os elementos principais Exercício de Segurança – incluindo a revisão do que esperar e para onde ir em caso de emergência, e instruções sobre como usar adequadamente um colete salva-vidas – estarão acessíveis aos hóspedes individualmente, em vez de uma abordagem de grupo como que tem sido seguida historicamente.

A nova tecnologia, eMuster, será usada para ajudar a fornecer as informações aos hóspedes através dos seus dispositivos móveis e TVs interativas no seu camarote. Os hóspedes poderão rever as informações ao seu ritmo antes de zarpar, eliminando a necessidade dos tradicionais agrupamentos. A nova abordagem também permite que todos a bordo mantenham o distanciamento, enquanto se movimentem pelo navio, e permite que os hóspedes desfrutem mais das suas férias sem interrupção.

Depois de rever as informações de segurança individualmente, os convidados concluirão esta formação depois de visitarem a Estação de Emergência/Assembly Station designada, onde um membro da tripulação verificará se todas as etapas foram concluídas e responderá a perguntas. Cada uma das etapas terá de ser concluída antes da partida do navio, conforme exigido pelo direito marítimo internacional.

A saúde e a segurança dos nossos hóspedes e tripulantes são a nossa prioridade número um, e o desenvolvimento deste novo Processo de Emergência é uma solução elegante para um processo desatualizado e impopular“, disse Richard Fain, Presidente e CEO do Grupo Royal Caribbean. “O facto de economizar tempo e permitir que o navio opere sem interrupção significa que podemos proteger a saúde, a segurança e a satisfação do hóspede simultaneamente“.

AZ Muster 2.0 representa uma extensão natural da nossa missão em melhorar a experiência de férias dos nossos hóspedes, removendo pontos sensíveis“, disse Jay Schneider, Vice-Presidente Sénior da área digital do Grupo Royal Caribbean. “Neste caso, o que é mais conveniente para os nossos hóspedes também é a opção mais segura, pois é necessário reimaginar os espaços sociais na sequência do COVID-19″.

Isto marca a primeira mudança drástica no processo da manutenção da segurança numa década, desde que o Oasis of the Seas da Royal Caribbean transferiu os coletes salva-vidas dos camarotes dos hóspedes para as estações de emergência, o que melhorou o processo de evacuação e foi amplamente seguido por todo o sector. Mais de um ano em desenvolvimento, a  Muster 2.0 também é uma iniciativa que fará parte de um conjunto abrangente de protocolos e procedimentos que o Grupo Royal Caribbean está a desenvolver juntamente com o Painel de Navegação Saudável (Healthy Sail Panel), recentemente criado em colaboração com a Norwegian Cruise Line Holdings Ltd.

Leia também  Quantum of the Seas é o primeiro navio da Royal Caribbean a retomar as operações (já a 1 de Dezembro)

Este novo processo representa o tipo de inovação em que o Healthy Sail Panel se está a focar como parte da sua missão para melhorar a saúde e a segurança num cruzeiro“, disse o ex-governador de Utah Mike Leavitt, co-presidente do Healthy Sail Panel. “Isto mostra que podemos realizar muito, se tentarmos pensar fora da caixa sobre a segurança“.

Gostaria de estender os meus parabéns ao Grupo Royal Caribbean por este marco inovador. É exatamente o que a nossa indústria precisa durante estes tempos sem precedentes e agradecemos a generosa oferta de participar desta inovação“, disse Frank Del Rio, Presidente e Diretor Executivo, da Norwegian Cruise Line Holdings Ltd. “Neste sector, todos trabalhamos em cooperação para melhorar a saúde e a segurança, e este é um exemplo disso  mesmo.

O conceito de exercício de segurança distribuído para embarcações marítimas é patenteado nos Estados Unidos e esta patente está pendente nos principais mercados do mundo, incluindo os vários estados de bandeira da indústria de cruzeiros. A empresa também trabalhou com reguladores internacionais, a Guarda Costeira dos EUA e outras autoridades marítimas e governamentais para garantir que se cumpra todos os requisitos de segurança.

Além de introduzir o novo processo nos navios das suas próprias companhias de cruzeiros – Royal Caribbean International, Celebrity Cruises e Azamara – o Grupo Royal Caribbean está a oferecer-se para licenciar a tecnologia patenteada aos operadores de cruzeiros interessados ​​e renunciará às taxas de licença de patentes enquanto o mundo e a indústria enfrentam esta pandemia global. As licenças de patente já foram concedidas à joint venture da empresa, a TUI Cruises GmbH, bem como à Norwegian Cruise Line Holdings Ltd., empresa controladora da Norwegian Cruise Line, Oceania Cruises e Regent Seven Seas Cruises.

A APP Muster 2.0 foi testada pela primeira vez no Symphony of the Seas da Royal Caribbean em Janeiro de 2020. Os hóspedes que participaram do processo de simulação indicaram uma forte preferência pela nova abordagem e também relataram uma melhor compreensão e retenção das informações de segurança.

APP Muster 2.0 da Royal Caribbean

Add Comment

Click here to post a comment

Leave a Reply

Nuno Ribeiro

Olá, o meu nome é Nuno Ribeiro e sou fundador do Blog dos Cruzeiros, um blog sobre o mundo dos grandes cruzeiros, onde pode encontrar notícias, opiniões, sugestões, guias, companhias, navios e muito mais.

Sempre que subo a bordo de um navio descrevo toda a experiência aqui para que possa ajudar quem pretende fazer um cruzeiro. Boas leituras!