Notícias Royal Caribbean

Maiores companhias do mundo vão começar a publicar a lista dos crimes a bordo

Apesar dos cruzeiros serem usados essencialmente para umas férias diferentes, aproveitando a excelência de serviços combinando com itinerários muito interessantes, existem sempre algumas situações que acabam por estragar ligeiramente a viagem a alguns passageiros, situações essas que em nada interferem com a segurança dos navios.

Algumas das maiores companhias de cruzeiros do mundo, nomeadamente a Royal Caribbean, a Carnival e a Norwegian, que juntas representam 85% da indústria norte-americana, decidiram que a partir do próximo dia 1 de Agosto, vão publicar nos seus websites uma lista dos crimes cometidos a bordo dos seus vários navios.

Esta decisão visa essencialmente a transparência que as companhias querem implementar ao seu negócio perante os seus passageiros, incluindo nestas listas, as acusações de crimes a bordo de navios de cruzeiros destas companhias, em todo o mundo, em todos os itinerários, quer sejam pelos tripulantes ou passageiros.

É lógico que vão surgindo várias vozes críticas, mas esta iniciativa vai mais além do exigido pela lei de 2010, aprovada pela Cruise Vessel Security and Safety Act (CVSSA), que exige que a guarda-costeira mantenha um website público com os crimes praticados a bordo, de casos já encerrados, nos Estados Unidos.

Esta iniciativa servirá para que os passageiros tenham conhecimento de tudo o que se passa dentro dos navios de cruzeiro, não sendo por isso bem vista por parte do Senador Jay Rockefeller, como ele próprio anunciou. Assim, os passageiros vão ter conhecimento de todos os crimes que ocorram durante as viagens, mas nem por isso visa afectar a segurança dos navios, já que situações destas são raras.

Leia também  Cruzeiros regressaram hoje ao Porto de Lisboa com o World Navigator (e espera-se mais 25 escalas até Setembro)
-->

Add Comment

Click here to post a comment

Leave a Reply