Home Artigos Ilhas gregas: um novo destino de cruzeiro
Ilhas gregas: um novo destino de cruzeiro

Ilhas gregas: um novo destino de cruzeiro

84
0

Águas cristalinas, praias de areia branca, belas paisagens e uma agradável luz solar são algumas das coisas que pode esperar quando visita as ilhas gregas.

Banhado pelo mar mediterrâneo, a Grécia recebe milhões de turistas todos os anos que procuram relaxar e aproveitar o calor do verão numa bela praia acompanhado por um gelado ou uma bebida refrescante.

As ilhas gregas são uma característica morfológica e integral do país, com mais de 6000 ilhas a comporem o paraíso Grego com apenas 227 destas ilhas a serem inabitadas.

Com esta extensão de ilhas, uma viagem de barco é a forma mais eficiente de visitar o máximo de ilhas possíveis num curto espaço de tempo.

A melhor alternativa será uma viagem de cruzeiro pelas ilhas gregas que o permitirá apreciar o país da melhor forma especialmente visto que a Grécia foi eleita melhor destino para cruzeiros durante nos Wave Awards.

A economia grega foi agressivamente abalada ao longo de uma crise financeira que se prolongou por nove anos. Apesar da economia não estar estabelecida, o decréscimo económico de 25% que arrasou com a Grécia tem demonstrado grandes melhorias e tal se deve ao impacto do turismo no país.

Foi demonstrado que o sector turístico e hoteleiro é responsável por empregar milhões de cidadãos gregos num país que tem uma população de 11 milhões de pessoas. Foi também demonstrado que o sector turístico cresceu em cerca de 6.9% em em 2018 em comparação com o ano anterior.

A indústria de férias é responsável por cerca de 20% do produto interno bruto do país, correspondendo a cerca de 41 bilhões de dólares anuais, um valor que certamente contribui para uma melhoria económica na Grécia.

No entanto, destinos como Santorini, a ilha que em 2017 foi considerada a preferida para destino de férias, estão a ser inundados com pessoas a visitar a ilha para fins turísticos.

O Comité de Transporte do Parlamento Europeu critica os oficiais gregos pela falta de regulamento nos milhares de visitantes que ilhas como Santorini recebem diariamente de modo a favorecer os lucros do país.

De facto, um relatório completado em Outubro 2018 afirmou que “a falta de governação sobre turismo e cooperação estratégica entre os locais e as autoridades nacionais podem por este destino em risco”.

A Grécia é um dos países que incorporou a taxa de turismo desde 2016 para os seus visitantes quando estes se alojam num hotel no país. Enquanto alguns países utilizam essa taxa por motivos de preservação de certas localidades e redução de impacto ambiental, a implementação dessa taxa na Grécia foi inicialmente para fins fiscais e económicos.

A importância de implementar políticas é crucial para preservar a ilha como destino para turismo nos próximos anos. Já foi demonstrado que a indústria do turismo e hotelaria pode ser a salvação da Grécia para ultrapassar a sua crise económica na totalidade, mas é também importante certificar que esta paisagem é mantida em segurança e que não se transforma em mais um destino destruído pela atividade humana.

(84)

Booking.com
Nuno Ribeiro Nuno Ribeiro é fundador e editor do Blog dos Cruzeiros, um blog sobre o mundo dos grandes cruzeiros, onde poderá encontrar notícias, opiniões, experiências, sugestões, guias, companhias, navios e muito mais.