Loja de Cruzeiros
Guias

Cruzeiros de Volta ao Mundo: Tudo o que precisa saber (e algumas sugestões)

Que tal passar 357 dias a viajar de navio pelos 7 continentes?

Ou 120 dias a conhecer 25 países diferentes?

Ou pisar 32 nações em apenas 119 dias?

As hipóteses são muitas e vai ficar a conhecer parte delas… agora!

 

Se tem disponibilidade temporal e financeira para fazer um cruzeiro de volta ao mundo, não perca tempo! Invista na aventura que é embarcar a bordo de um cruzeiro rumo a uma série de locais especiais distribuídos um pouco por todo o globo.

Porque deve optar por um cruzeiro de volta ao mundo?

Porque não tem de apanhar diversos voos, fazer e refazer as malas vezes sem fim, entrar e sair de diferentes hotéis… Num navio pode navegar de continente em continente cómoda e facilmente. E desfrutar da imensa gama de actividades e opções de entretenimento a bordo, enquanto viaja de um ponto turístico ao outro!

Depois há a realçar também as excursões em terra organizadas pelo navio, os programas exclusivos, o espírito de camaradagem entre os passageiros que, com o tempo, passam de desconhecidos a amigos do peito (até porque se trata de um grupo de pessoas com a paixão pelos cruzeiros em comum). E, claro, a possibilidade de viver e partilhar emoções em vários portos em todo o mundo, em locais de visita obrigatória devido à sua fama e em locais menos conhecidos mas ainda assim inesquecíveis.

Clique aqui para ver várias opções de Cruzeiros de Volta ao Mundo

Como planear um cruzeiro de volta ao mundo?

Planear uma viagem de cerca de três meses no mar não é uma tarefa fácil. Prepare-se! Deve planeá-la com antecedência para que seja um sucesso, verificando a companhia, o custo e o itinerário que mais lhe convém, entre outros aspectos:

  • É a viagem ideal para si?

Neste processo de planear uma viagem de volta ao mundo de navio, a primeira questão que deve levantar é se um cruzeiro tão longo é a viagem ideal para si. À partida, se tem tempo e dinheiro, um cruzeiro ao redor do globo, convém-lhe porque é a melhor experiência de viagem possível, mas cada caso é um caso e não é coincidência que a maioria dos passageiros nestas viagens mais longas seja constituída por pessoas reformadas. As viagens variam entre os 90 e os 120 dias em média (podem ser inclusive bem mais longas) e por esse motivo podem ser proibitivas para algumas pessoas com mais responsabilidades familiares e profissionais.

Recomendamos ainda que antes de embarcar nesta aventura, faça primeiro um cruzeiro de uma semana ou duas para confirmar (ou não) se o estilo lhe atrai e se a sua paixão pelo mar sai revigorada. Se é uma pessoa claustrofóbica, por exemplo, não se vai divertir nesta investida nem apreciar a vida a bordo, mesmo que seja de volta ao mundo.

  • O tamanho conta?

Pense com cuidado no tamanho do navio. É que se antes não havia grande variedade de tamanhos de navios capazes de fazer a volta ao mundo, hoje em dia já pode escolher entre navios maiores e mais pequenos, ultra-luxuosos e até gigantescos!

Ora, se têm dúvidas, avisamos que as vantagens de um navio menor é que pratica preços considerados “normais”, tem um serviço mais personalizado e a capacidade de entrar em portos mais pequenos, daí que só em navios de menor porte consegue a sua volta ao mundo por locais mais exóticos. No entanto, os navios mais pequenos são mais vulneráveis aos caprichos dos oceanos, por isso as pessoas mais propensas a enjoar devem optar pelos navios maiores. E o mesmo aconselhamos a pessoas com grande vontade de socializar: num navio pequeno vão ser “obrigadas” a conviver durante 3 meses com o mesmo grupo de passageiros.

Por último, e como é óbvio, devido à natureza do seu tamanho, os navios menores oferecem menos variedade de instalações, restaurantes e entretenimento. Em contrapartida, um navio maior pode oferecer mais opções a nível de espaço e entretenimento mas é mais limitado no que toca a portos onde pode atracar, inclusive estes navios podem acabar por ter de procurar portos mais afastados do centro da cidade e tornarem assim as excursões em terra mais difíceis e caras. No entanto, os navios maiores albergam um número maior de passageiros pelo que terá sempre novas e inesgotáveis hipóteses de fazer amigos durante os meses a bordo.

  • Que companhia de cruzeiro escolher?

Se já tem uma companhia de cruzeiro preferida, o ideal é verificar se ela faz cruzeiros de volta ao mundo e depois comparar os seus itinerários e preços com os itinerários e preços de outras companhias. Se não tem preferência, procure dentro das opções possíveis aquela que se encaixa melhor com o seu estilo e tendo em conta que já tem uma ideia formado sobre o tamanho do navio que prefere e as zonas do mundo que não prescinde conhecer. Não inove muito no que toca a experimentar algo completamente diferente quando o assunto é a volta ao mundo de navio porque se a experiência não correr bem, vai ter de a suportar uns três meses, pelo menos…

Independentemente da companhia que escolher, vale a pena decidir cedo e marcar com antecedência para aproveitar as melhores ofertas (leia-se camarotes) por isso reserve com a maior brevidade possível, tendo em conta que para este tipo de viagens, as companhias aceitam reservas com 18 meses de antecedência.

Como escolher o itinerário?

E depois de esclarecidas as dúvidas iniciais, então sim, conheça os vários itinerários disponíveis. O mundo é grande, gigantesco, e por isso as opções de itinerários das companhias também o são. Nesse sentido, apontamos em baixo algumas dicas para avaliar itinerários de cruzeiros de volta ao mundo e escolher o melhor para si, de acordo com os seus interesses:

  • Verifique quantos dias seguidos pode ficar no navio

Importa-se de ficar uns dias confinado ao navio? Se sim, verifique quantos dias seguidos pode ter de passar no mar. A escolha do itinerário pode depender do número de dias seguidos que vai passar em alto mar. Pode aperceber-se disso estudando o programa da viagem, mas tem de o analisar atentamente porque à primeira vista vai-lhe parecer que é porto exótico, um atrás do outro, quando na realidade vai ficar uma semana sem avistar terra.

  • Verifique os portos de escala

Verifique, através do programa da viagem, quais são os portos de escala, afinal pode não estar interessado em visitar alguns lugares ou não estar interessado em visitá-los de novo. Se, por um lado, há pessoas que gostam de repetir as visitas para absorverem pormenores que num primeiro passeio passaram despercebidos, por outro há pessoas que preferem conhecer locais onde nunca estiveram.

  • Verifique o tempo que vai passar em terra em cada escala

Se pretende passar o máximo de tempo fora do navio, opte por itinerários com estadias em terra mais longas que ajudam a quebrar a rotina a bordo e a conhecer com mais calma as zonas onde o navio para.

  • Verifique que tipo de excursões em terra estão disponíveis

Há várias opções de excursões em terra nos cruzeiros de volta ao mundo, pelo que deve verificar quais as que mais lhe atraem. Há excursões para todos os gostos, durante o dia, durante a noite e até durante mais do que um dia, permitindo-lhe apanhar o navio no próximo porto. Estes passeios não são baratos, convenhamos, mas também quem se importa com isso numa viagem memorável como esta?

  • Verifique se a companhia oferece extras

Veja o que pode ganhar ou poupar se reservar um cruzeiro de volta ao mundo. Há companhias que oferecem, por cortesia, os bilhetes de avião ou serviço de carro particular para ir busca-lo à sua residência, outras oferecem eventos, como uma noite especial em terra, outras acesso directo na visita a monumentos históricos, outras excursões inesquecíveis, e por ai fora…

Algumas opções de itinerário

Antes de sugerirmos algumas opções para o seu cruzeiro de volta ao mundo, queremos recordar que foi em 1922 que se fez a primeira viagem ao redor do globo de navio, a bordo do RMC Laconia da Cunard. Sabia que a epopeia não teve grande sucesso? Na época era uma opção de viagem apenas para idosos ricos mas hoje já há outro tipo de pessoas a embarcar nesta aventura que tem ganho consecutivamente mais adeptos. Prova disso é a quantidade crescente de companhias que anunciam viagens mundiais e algumas (como a Cunard e a P&O Cruises) até promovem duas ou mais viagens destas por ano!

Claro que a maioria das companhias não navega literalmente ao redor do globo mas oferece aos passageiros a oportunidade de ver culturas diversas e inclusive algumas companhias permitem aos passageiros optar por um segmento apenas, ou seja, quem não se pode comprometer com a viagem completa pode participar através de uma opção cada vez mais popular em que compra um “segmento”, que pode ir de uma semana a um mês a bordo.

Os cruzeiros de volta ao mundo começam, por tradição, em Janeiro e terminam em Março, Abril ou Maio. No entanto, de vez em quando, há uma companhia que inova no que toca a datas, é uma questão de ficar atento.

MSC Cruzeiros

O MSC Magnifica proporciona-lhe 119 dias a bordo numa viagem por 32 países, partindo de Génova, passando pelo arquipélago do Tonga, pelas águas cristalinas de Bora Bora, Cartagena e Aqaba. Nova Zelândia, Fiji e Maldivas estão também na rota, bem como uma ampla e abrangente viagem pelos locais menos conhecidos das Ilhas das Caraíbas. Pelo meio viva experiências verdadeiramente únicas e especiais, intercaladas por passeios por movimentadas cidades cosmopolitas e também por ilhas exóticas e paradisíacas espalhadas por todo o planeta: ande de elefante em Pinnawela, faça snorkelling nas lagoas de Moorea ou dê um passeio, simplesmente, no Parque Nacional de Nga Bay! Conte também com estadias prolongadas em alguns portos: quatro dias inteiros na Polinésia, três dias no Havai e São Francisco, dois dias em Los Angeles… Este é dos itinerários de volta ao mundo mais acessível que pode encontrar: 11.889€ por pessoaPode saber mais sobre este itinerário aqui.

Silversea

O Silver Whisper proporciona-lhe 116 dias a bordo numa viagem por 25 países. O navio atravessará a Baía de São Francisco, passará pelo Pacífico, Bali, Bangkok e depois Índia e Golfo Pérsico, Egito e Jordânia e também Mediterrâneo. Os preços para este itinerário começa nos 54.950€ por pessoaSaiba mais aqui.

Crystal Cruises

O itinerário Southern Celebration proporciona-lhe 94 dias a bordo do Crystal Serenity que lhe vão permitir conhecer a América do Sul, Miami, Canal do Panamá e ainda pernoitar em cidades como Lima, Buenos Aires e Rio de Janeiro, passando de seguida pelos fiordes chilenos, Cabo Horn, Antártica e Amazonas. Este é um cruzeiro de luxo com preços desde os 32.000 dólares por pessoa. Sabia mais aqui.

Já o itinerário Grand Pacific Explorer, a bordo do Crystal Symphony, proporciona-lhe 99 dias a bordo por destinos que começam em Melbourne e passam por Sydney, Bali, Singapura, Hong Kong, Incheon, Tóquio, etc. Não é propriamente um itinerário ao redor do mundo, mas é único devido às suas inúmeras visitas a portos muito populares como Melbourne, Sydney, Cairns, Bali, Singapura, Cidade de Ho Chi Minh, Hiroshima e Tóquio, além das visitas durante a noite a Hong Kong, Xangai, Incheon e Pequim. Outros destaques deste cruzeiro são as paragens em Nova Guiné, Ilhas Salomão, Vanuatu e Fiji, bem como Bandar Seri Begawan em Brunei. Pode saber mais aqui sendo que os preços começam nos 28.000€ por pessoa.

Cunard

O Queen Elizabeth proporciona-lhe 120 noites a bordo de visita a 25 países. Vai conhecer Nova Iorque, São Francisco, Sydney, Cidade do Cabo, percorrer o Canal do Panamá, conhecer Samoa e Tonga antes de viajar pela Nova Zelândia, Austrália e Sudeste Asiático, Seicheles, Maurícias, etc, sem falar de uma exploração em África do Sul e Namíbia! Este cruzeiro já está esgotado.

O Queen Mary 2 proporciona-lhe 118 noites distribuídas por quatro continentes. Desde Southampton, passando por África do Sul, Austrália, Sudeste Asiático, Médio Oriente e Europa. Também este itinerário da Cunard está esgotado, no entanto poderá ver outras alternativas no site da companhia.

Oceania Cruises

O Insignia proporciona-lhe uma viagem de 180 dias a bordo. Os passageiros começarão com visitas às Ilhas Cayman e Cartagena, na Colômbia, antes de transitarem pelo Canal do Panamá para explorar a Costa Rica, Nicarágua, Guatemala e alguns portos no México. Depois conhecerão San Diego, as ilhas havaianas, Pacífico Sul, Nova Caledónia, Nova Zelândia e Austrália, Ásia, China, Tailândia, Médio Oriente, Mediterrâneo, Europa do Norte, Canadá, etc… As tarifas para este cruzeiro começam nos 33.000€ por pessoa e pode reservar aqui.

P&O Cruises

O Aurora proporciona-lhe uma viagem de 104 noites que começa por visitar o Canal de Suez, Médio Oriente, Egipto, Jordânia, Omã e Emirados Árabes, Índia e Sri Lanka, baía de Bengala, Malásia, Dubai e Singapura, Austrália, Nova Zelândia, Oceano Pacífico, Canal Panamá, Caribe, Atlântico e finalmente Southampton.

Princess Cruises

O Pacific Princess proporciona-lhe 111 noites a bordo, partindo de Fort Lauderdale ou Los Angeles e visitando o Canal do Panamá, Santa Marta, El Salvador e México antes de chegar a Los Angeles para apanhar mais passageiros. Depois, todos juntos vão atravessar o Pacífico para o Havaí, Samoa Americana e Tonga antes de descobrir os portos da Nova Zelândia e Austrália, Nova Guiné e Micronésia, China, Turquia, Grécia, Croácia, Itália, Malta, Gibraltar e Portugal. Poderá ver aqui as opções da Princess sendo que, para este itinerário, os preços começam nos 18.000€ por pessoa.

Regent Seven Seas Cruises

O Seven Seas Navigator proporciona-lhe 128 noites a bordo, ao redor do mundo, com paragens nas Caraíbas, Colômbia, Canal do Panamá, Costa Rica, Nicarágua, Guatemala e México. Depois o navio segue para os Estados Unidos, visita San Diego e Los Angeles, ilhas havaianas, Polinésia Francesa, Samoa, Fiji, Nova Zelândia, Austrália, Sudeste Asiático, Tailândia, Índia, Médio Oriente e Mediterrâneo. Preços começam nos 47.000€ por pessoa e pode ver aqui todos os itinerários para 2017 e 2018 propostos pela Regent.

Mundy Cruising

Por fim, para os mais audazes, fica a informação de que a agência de viagens Mundy Cruising lançou o cruzeiro de luxo mais longo do mundo com 357 dias a bordo! Um ano a passear por 7 continentes pelo preço (proibitivo) de 138 mil euros por pessoa. Mas trata-se da aventura da sua vida, da aventura de uma vida ou simplesmente da AVENTURA. Ponto. As atrações são únicas, nomeadamente: Antártida, Angkor Wat, Machu Picchu, Maldivas e ainda a Grande Barreira de Corais. E o itinerário irá incluir alguns dos navios mais luxuosos do mundo, pertencentes a companhias como a Crystal Cruises, Regent Seven Seas, Silversea, Seabourn, Ponant, Oceania e Holland America.

O itinerário da primeira viagem começa em Miami,10 de Janeiro de 2017, com uma visita a todo o continente sul-americano a bordo do Crystal Serenity, antes de avançar para Atenas, a bordo do navio Nautica da Oceania Cruises e passando depois para o Mediterrâneo, Báltico e Atlântico Norte, com destino a Southampton. Em agosto regressa ao continente americano, a bordo do Seven Seas Mariner e depois ruma ao Alasca, São Francisco, Costa Rica, Canal do Panamá. Já a bordo do Maasdam, segue com destino à Austrália e dai para África e Oceano Índico, a bordo do Silver Spirit, da Silversea. A etapa final desta viagem é a bordo do elegante Seabourn Sojourn e termina nas Filipinas.

Não se trata de uma viagem sem paragens, atenção, os passageiros têm a possibilidade inclusive de ir a casa tratar de assuntos pessoais e mudar de malas… para regressar para a próxima etapa.  Saiba mais no website da agência Mundy Cruising.

Clique aqui para ver várias opções de Cruzeiros de Volta ao Mundo

Independentemente do itinerário, companhia de cruzeiro, navio, tamanho da embarcação, custos, extras, excursões e outras atrações… esta é, para quem pode, uma viagem a fazer pelo menos uma vez na vida. Atreve-se?

Booking.com

Nuno Ribeiro

Olá, o meu nome é Nuno Ribeiro e sou fundador do Blog dos Cruzeiros, um blog sobre o mundo dos grandes cruzeiros, onde pode encontrar notícias, opiniões, sugestões, guias, companhias, navios e muito mais.

Sempre que subo a bordo de um navio descrevo toda a experiência aqui para que possa ajudar quem pretende fazer um cruzeiro. Boas leituras!

Pub