Notícias

Cruzeiros contribuíram com 55 mil milhões de dólares e 436 mil empregos só nos EUA

A indústria dos cruzeiros pré-pandemia cresceu 5,3% em 2019 em comparação com 2018, impulsionada pela crescente popularidade das férias em cruzeiros e quase 14 milhões de embarques de passageiros dos portos dos EUA, mostra o relatório anual da Associação Internacional de Companhias de Cruzeiros (CLIA, em inglês).

A CLIA anunciou novos dados de impacto económico do seu relatório anual sobre as contribuições da indústria de cruzeiros para a economia dos EUA. A recém-lançada Análise de Impacto Económico dos EUA de 2019 ressalta o enorme crescimento da indústria de cruzeiros e o crescimento correspondente das contribuições da indústria para a economia dos EUA antes da emergência global de saúde.

Em 2019, a indústria de cruzeiros gerou um total de 55,5 mil milhões de dólares em atividade económica nos Estados Unidos, um aumento de 5,3% em relação a 2018. Além disso, o crescimento foi acompanhado por um aumento nos empregos apoiados pela indústria. De acordo com o relatório, a indústria de cruzeiros sustentou 436.600 empregos nos EUA, pagando 24,4 mil milhões de dólares em salários em 2019 – um aumento de 3,5% e 5,4% em relação a 2018, respetivamente.

Os números mais recentes seguem quase dez anos de crescimento contínuo na indústria dos cruzeiros, alimentado pela popularidade crescente deste tipo de férias. Mais de 13,7 milhões de passageiros embarcaram em navios de cruzeiro nos portos dos EUA em 2019, quase 8% a mais que 2018 e 26% em relação a apenas cinco anos atrás.

As tendências pré-pandemia demonstram claramente que os cruzeiros emergiram como um dos setores de viagens e turismo com crescimento mais rápido”, disse Kelly Craighead, presidente e CEO da CLIA. “A indústria de cruzeiros tem orgulho de desempenhar um papel importante na criação de empregos e oportunidades económicas para quase meio milhão de americanos em todo o país. Ao mesmo tempo, reconhecemos o impacto devastador da COVID-19 teve na nossa comunidade. A retoma dos cruzeiros nos Estados Unidos em 2021, com medidas rigorosas em vigor e com o apoio das autoridades de saúde, será fundamental para colocar as pessoas de volta ao trabalho e estimular uma maior recuperação económica da pandemia. ”

Leia também  Mundomar Cruzeiros, representante da Princess e Cunard em Portugal, renova a sua marca

O relatório destaca as contribuições económicas da indústria de cruzeiros em vários setores, de transporte e aviação, a alimentos e bebidas, hospedagem, manufatura, agricultura, agências de viagens e uma robusta cadeia de fornecimento que se estende por todos os Estados Unidos.

Add Comment

Click here to post a comment

Leave a Reply

Nuno Ribeiro

Olá, o meu nome é Nuno Ribeiro e sou fundador do Blog dos Cruzeiros, um blog sobre o mundo dos grandes cruzeiros, onde pode encontrar notícias, opiniões, sugestões, guias, companhias, navios e muito mais.

Sempre que subo a bordo de um navio descrevo toda a experiência aqui para que possa ajudar quem pretende fazer um cruzeiro. Boas leituras!