fbpx
Artigos

Cruzeiros: 10 Destinos de Exceção – Caraíbas Orientais (Parte 5)

Existe as Caraíbas das T-shirt “We Be Jammin” e dos enormes cocktails de rum e existe também as Caraíbas das Ilhas Virgens Britânicas e outras ilhas paradisíacas desde St. Barts no norte às Granadinas no sul – repletas de praias de areia branca, portos para iates, resorts ao estilo europeu e uma beleza natural impressionante.

Com pequenas baías e enseadas escondidas que foram outrora paraísos de piratas, as Ilhas Virgens Britânicas estão entre as mais belas regiões do mundo para fazer um cruzeiro. Entre as suas sessenta e tal ilhas, os cruzeiros tendem a parar em Tortola (a maior e mais movimentada, atraindo os grandes navios), Virgin Gorda, Jost Van Dyke e, ocasionalmente, Anegada, Peter Island, Norman Island e Cooper Island.

Caraíbas Orientais

Na costa norte de Tortola, Cane Garden Bay é a praia mais frequentada da ilha, com areia fina e branca e palmeiras protectoras. Os surfistas gostam da Apple Bay, também no lado noroeste da ilha, enquanto a vizinha Cappoon’s Bay é conhecida pelo famoso Bomba’s Surfside Shack, o mais antigo e mais memorável bar da ilha. Mais para sudoeste, o Parque Nacional Sage Mountain preserva florestas luxuriantes de mangas, fruta-pão e outras espécies nativas.

Virgin Gorda é famosa pelos “The Baths” (Os Banhos), onde pedras do tamanho de uma casa estão colocadas umas sobre as outras, formando zonas de natação que parecem ser de um outro mundo. Poder-se rastejar entre as rochas – que em alguns locais são muito semelhantes a grutas – é muito divertido.

Little Jost Van Dyke é um pedaço do paraíso com dez quilómetros quadrados, visitado principalmente por iates privados e navios de cruzeiro de pequeno porte que muitas vezes promovem festas de tarde na praia. Se o seu navio ficar até tarde, não deixe de visitar o Foxy, um bar bem conhecido que é popular entre os visitantes e moradores locais.

A cerca de 150 quilómetros a oeste das Ilhas Virgens Britânicas, a ilha chic francesa de St. Barts é um dos locais mais elegantes e luxuosos das Caraíbas. Gustavia, o seu principal porto, é repleta de restaurantes e tem uma animada vida nocturna. Fora da cidade, a ilha tem lindas colinas e praias imaculadas de areia branca.

Leia também  Qual a razão do fascínio pelos cruzeiros mais exuberantes

Rumo ao sul, Dominica é a ilha mais exuberante e mais montanhosa no leste das Caraíbas, com 365 rios de águas límpidas, grandes quedas de água e selvas densas. A sua beleza intocada tornou-a o local ideal para a filmagem das cenas do filme Os Piratas das Caraíbas.

Cheia de sol, exposta a um vento agradável, calma e verde, Bequia transmite uma vibração maravilhosa. A sua principal cidade, Port Elizabeth, é um dos portos mais atractivos das Caraíbas, com restaurantes e bares ao longo de um caminho que é banhado pelas águas calmas da baía nas marés altas.

A melhor época para fazer um cruzeiro: A temporada alta vai de meados de Dezembro até Abril. Assim, se optar por um cruzeiro no início de Dezembro ou de Maio vai evitar as grandes multidões bem como o calor escaldante do meio-dia do Verão e possíveis furacões no Outono.

Companhias de Cruzeiro: Tanto os navios grandes como os navios pequenos operam aqui para diferentes experiências. As companhias Princess e Oceania oferecem muitos cruzeiros com navios de grande e médio porte na região; a companhia Windstar é o máximo para uma experiência num pequeno navio e a companhia SeaDream Yacht Club oferece uma experiência de enorme luxo. Os navios de cruzeiro tendem a partir dos portos das ilhas, como San Juan, Barbados e St. Martin, ou então de Miami ou Fort Lauderdale.

About the author

Nuno Ribeiro

Olá, o meu nome é Nuno Ribeiro e sou fundador do Blog dos Cruzeiros, um blog sobre o mundo dos grandes cruzeiros, onde pode encontrar notícias, opiniões, sugestões, guias, companhias, navios e muito mais. Sempre que subo a bordo de um navio descrevo toda a experiência aqui para que possa ajudar quem pretende fazer um cruzeiro. Boas leituras!

Share this