Costa Cruzeiros

Costa Cruzeiros apresentou Relatório de Sustentabilidade (Costa Smeralda e Costa Toscana com papel decisivo)

O pool deck é o local ideal para ver o pôr do sol

A Costa Cruzeiros publicou o Relatório de Sustentabilidade de 2019 intitulado “Building the Future Together – Sea You Tomorrow” para apresentar os resultados da empresa em termos de atuação responsável e sustentável de acordo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 definidos pela ONU para promover o desenvolvimento sustentável global. O relatório completo, elaborado com base nas normas Global Reporting Initiative (GRI), está disponível para download em www.costacrociere.it

Na sua 14ª edição, o documento mostra a estratégia e o plano diretor da empresa italiana, destacando os resultados dos principais projetos desenvolvidos em 2019, com um duplo objetivo: por um lado, mitigar os efeitos dos seus impactos e, por outro lado, a implementação de soluções concretas para a criação de uma cadeia de valor formada por relações de qualidade com clientes, colaboradores, fornecedores e comunidades locais.

O lançamento do nosso relatório de sustentabilidade acontece num momento muito especial, quando acabamos de reativar as nossas operações com segurança e de forma responsável, após uma longa pausa“, afirmou Michael Thamm, CEO do Grupo Costa Group & Carnival Asia. “O relatório é uma oportunidade de mostrar os nossos projetos tangíveis e os resultados alcançados em 2019, mas também serve para confirmar que, agora mais do que nunca, renovamos o nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável do nosso modelo de negócio. Queremos continuar a liderar a transformação da empresa e do setor nos próximos anos, trabalhando de forma próxima e transparente com todos os stakeholders”.

Em 2019, a Costa Cruzeiros alcançou resultados significativos no caminho da descarbonização e redução de emissões. Depois de se comprometer em reduzir as emissões de CO2 em 40% até 2020, 10 anos antes das metas estabelecidas pela IMO, em 2019 a empresa já conseguiu reduzir as suas emissões em 40% em relação a 2008.

A chegada do Costa Smeralda, o “navio estrela” da empresa inaugurado em 2019 e o primeiro da frota movido a Gás Natural Liquefeito (GNL), representou um passo fundamental na redução de emissões. Em 2021, a empresa contará com um novo navio movido a GNL, o Costa Toscana, outra aposta do Grupo que demonstra o seu compromisso com a sustentabilidade ambiental.

Com o objetivo de atingir as emissões zero, o Grupo Costa está a desenvolver estudos de novas tecnologias alternativas sustentáveis. Estão a ser realizados testes de aproveitamento da energia em terra quando os navios atracam, em sinergia com os portos, e a empresa procura parcerias público-privadas para construir a infraestrutura necessária ao suporte do sistema, já que 50% da frota da Costa vai estar pronta para utilizar energia em terra até ao final de 2020.

Os investimentos feitos pela Costa em navios de nova geração e para aumentar a eficiência da frota existente, estão em linha com o objetivo da empresa de transformar os navios em cidades inteligentes. Isto levou à promoção de projetos de economia circular a bordo, e atenção na redução de todos os tipos de resíduos, desde alimentos, água e energia. A Costa desenvolveu uma série de ações para reduzir significativamente o uso de plástico (-50 toneladas por ano) e para eliminar produtos descartáveis. A título de exemplo, a produção de água a bordo tem aumentado progressivamente (76,29%) e atinge os 100% a bordo do Costa Smeralda.

Além disso, a empresa está envolvida de forma ativa na luta contra o desperdício alimentar e tem como objetivo reduzir o desperdício de alimentos em 50% até 2020, 10 anos antes da Agenda 2030 da ONU, enquanto promove o consumo responsável a bordo.

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DA COSTA CRUZEIROS – DESTAQUES DE 2019

Os pilares da estratégia da Costa Cruzeiros são: minimização do impacto ambiental; criação de valor para as comunidades locais; promoção de modelos sustentáveis, responsáveis ​​e partilhados.

MINIMIZAÇÃO DO IMPACTO AMBIENTAL

  • Conquista de redução adicional nas emissões de CO2 de 8,06% em relação ao ano anterior. Isto confirma o compromisso da Costa (juntamente com a Carnival) de atingir uma redução de 40% nas emissões de CO2 da frota até 2020 (cerca de 10 anos antes da meta estabelecida pela Organização Marítima Internacional). A chegada do primeiro navio movido a GNL, Costa Smeralda em 2019, será brevemente seguida pelo Costa Toscana em 2021;
  • Aposta em projetos de economia circular, como é o caso da redução da cadeia de abastecimento para a reciclagem do vidro eliminado a bordo, que é reciclado e devolvido ao navio sob a forma de objetos que todos possam ver e utilizar, nomeadamente garrafas de azeite nos restaurantes da companhia.
  • 100% dos resíduos separados em fluxos, redução substancial no uso de plástico e a eliminação gradual de produtos de plástico de utilização única, o que significa 50 toneladas a menos de resíduos a cada ano;
  • Redução do desperdício de água nas operações marítimas e aumento gradual da proporção produzida diretamente a bordo, que chegou a 76,29% em 2019 (aumento de 13% em relação ao ano anterior), e campanhas de promoção do uso responsável de água a bordo, denominadas Stop the Drop para obter uma redução no consumo per capita a bordo.
  • Aposta no valor da alimentação e na promoção do consumo responsável junto da tripulação e passageiros, com o programa “4GOODFOOD” e campanha de sensibilização “TASTE DON’T WASTE” com o ambicioso objetivo de reduzir para metade o desperdício alimentar a bordo dos navios da Costa em 2020, dez anos antes do estipulado pela Agenda 2030 das Nações Unidas.
Leia também  Costa Smeralda é o próximo a retomar os cruzeiros (10 de Outubro à descoberta da Itália)

CRIAÇÃO DE VALOR PARA AS COMUNIDADES

  • Com as suas 4416 escalas (das quais 1938 no Mediterrâneo), a Costa desempenhou um papel crucial na promoção do turismo local. Este impacto positivo traduziu-se numa despesa média de 74,60€ por passageiro em cada porto europeu, sendo que 60% dos passageiros nos navios da Costa afirmam que pretendem regressar aos destinos do cruzeiro;
  • Assinatura de acordos de proteção ambiental como o Protocolo de Implementação do ESI (Índice de Navios Ambientais) e o Blue Maritime Charter com o porto de Marselha, o Genoa Blue Agreement promovido em conjunto pelos Gabinetes Portuários de Génova e Savona, e a Bandeira Azul com o porto de La Spezia.

PROMOÇÃO DE MODELOS SUSTENTÁVEIS, RESPONSÁVEIS E PARTILHADOS

  • Em 2019, a empresa disponibilizou aos seus colaboradores mais de 1.200.000 horas de formação e reforçou ainda mais as suas políticas de assistência aos colaboradores como, por exemplo, incentivos à licença parental para os pais e Smart Working, com um total de 162 mil horas anuais de smart working;
  • O programa de voluntariado de colaboradores da Costa (160 horas em 2019) é uma oportunidade para enriquecimento pessoal e formação da equipa durante a realização de projetos com benefícios para as comunidades locais;
  • Envolvimento dos mais jovens em jogos e projetos educativos com mensagens positivas, como o programa Kinder Joy of Moving, envolvendo mais de 52 mil crianças dos 3 aos 11 anos e respetivas famílias, que participaram em 2019 em atividades de promoção de um estilo de vida mais saudável;
  • Projetos de inclusão, como os passeios Adagio Tours: este projeto, inédito na indústria de cruzeiros, é especialmente desenvolvido para pessoas com deficiência e outros passageiros que preferem excursões com um ritmo mais tranquilo – os passeios foram criados em conjunto pela Fundação Costa Cruzeiros e a Associazione Italiana Sclerosi Multipla (AISM);
  • Introdução de novas formas ecológicas de descobrir destinos, como o Urban Nordic Walking Tour, uma espécie de trekking urbano, e participação em projetos conjuntos como #EnjoyRespectVenezia, uma campanha de sensibilização lançada pela cidade de Veneza com o objetivo de promover o turismo responsável, melhorar a gestão dos visitantes e sugerir roteiros alternativos para descobrir os tesouros escondidos da cidade. Da mesma forma, a Costa ajudou a divulgar o Programa Fjord Ranger, um projeto educativo para visitantes do Geirangerfjord, Património Mundial da UNESCO (Noruega), que visa a proteção e preservação do delicado património natural dos fiordes e o desenvolvimento sustentável do local;
  • A Fundação Costa Cruzeiros, complementa o compromisso social da empresa com 100% das doações investidas em mais de 28 projetos de apoio ambiental e comunitário para quase 30.000 beneficiários.

Add Comment

Click here to post a comment

Leave a Reply

Nuno Ribeiro

Olá, o meu nome é Nuno Ribeiro e sou fundador do Blog dos Cruzeiros, um blog sobre o mundo dos grandes cruzeiros, onde pode encontrar notícias, opiniões, sugestões, guias, companhias, navios e muito mais.

Sempre que subo a bordo de um navio descrevo toda a experiência aqui para que possa ajudar quem pretende fazer um cruzeiro. Boas leituras!