fbpx
Costa Cruzeiros Notícias

Confirmada sentença de 16 anos para Schettino

Depois de uma série de apelos e audiências, o Tribunal de Apelação de Florença, em Itália, confirmou a sentença do capitão do navio Costa Concordia, Franchesco Schettino, a 16 anos de prisão.

Já foi em 2012 que o navio embateu contra um recife na ilha de Giglio, em Itália, causando o naufrágio do navio e a morte de 32 pessoas. O capitão abandonou o navio, deixando assim 4229 pessoas a bordo, desamparadas.

Para além de navegação imprudente junto à costa da ilha, causando o acidente do navio, a maior parte da sentença foi decretada pelo abandono precipitado que fez do navio, deixando para trás tripulantes e passageiros. Tal abandono valeu ao capitão a alcunha “capitão covarde”, pela própria imprensa italiana.

Enquanto a acusação pedia a extensão da sentença para 27 anos, a defesa pedia a absolvição completa do capitão, argumentando que não existem provas da sua culpa e que este poderia estar a ser usado como bode expiatório, livrando-se assim da culpa.

O capitão não se encontrava em tribunal quando a sentença foi lida, no entanto este poderia recorrer pela segunda vez, mas acredita-se que iria demorar cerca de 1 ano para nova sentença, implicando assim um ano de prisão sem os resultados do requerimento.

Leia também  Porto de Lisboa marca presença na maior feira internacional de cruzeiros
Share this

Novo Cruzeiro de Grupo: Ilhas Gregas a bordo do Celebrity Infinity!