fbpx
Costa Cruzeiros Notícias

Capitão do Costa Concordia dá aulas sobre “gestão de pânico” (por incrível que pareça)

O capitão do Costa Concordia, Francesco Schettino, que está ainda a ser julgado por homicídio involuntário e por ter abandonado o navio no momento do acidente, surpreendeu tudo e todos ao dar uma aula de “gestão de pânico” numa universidade italiana, através de uma intervenção em vídeo e não presencial.

Durante a aula que assistiu, na faculdade de medicina Della Sapienza di Roma, foi feita uma apresentação 3D com todos os pormenores do acidente, sendo que depois foi passada a palavra ao comandante para este falar perante uma plateia de alunos curiosos. O próprio autointitulou-se de “especialista”, afirmando depois que tudo não passou de um acidente, repetindo a expressão várias vezes ao longo da apresentação dada. 

Uma das comparações que o comandante fez foi do acidente com o desastre do 11 de Setembro, referindo ainda que durante este houve pessoas a atirar-se de janelas e no caso do navio não aconteceu, mostrando assim que teria controlado a situação para tal não acontecer. 

O próprio afirma que já viajou por 11 mares em todo o mundo, sabendo por isso se comportar em casos de emergência e acidente, não sendo normal uma afirmação destas vir directamente do comandante do navio que foi o primeiro a abandonar o local, num dos botes de salvamento, já sem a sua farda de trabalho, não tendo coordenado nenhum tipo de operações de salvamento e deixando mulheres e crianças para trás. 

Leia também  Dubai vai ter táxis voadores.... e entram já em serviço em 2026

Logo que a notícia foi divulgada, o reitor, Luigi Frati, apressou-se a condenar a escolha do capitão como orador. Segundo ele, o convite partiu de um professor, Vincenzo Mastronardi, que foi imediatamente afastado. “É uma escolha indigna e inoportuna convidar uma pessoa que está em julgamento por crimes muito graves para uma aula numa comunidade educacional”, disse.

Uma intervenção destas, dentro de uma universidade, por parte de uma pessoa que não teve a melhor atitude perante os seus passageiros e a situação em si, não foi bem vista no meio da sociedade e principalmente perante os familiares dos passageiros que se encontravam no navio no momento do acidente. 

Share this

Novo Cruzeiro de Grupo: Ilhas Gregas a bordo do Celebrity Infinity!