Azamara Cruises Notícias Royal Caribbean

Azamara Quest chega à Malásia depois de ter sofrido um incêndio

As desgraças e incidentes acontecem poucas vezes no mundo dos cruzeiros marítimos, porém também ocorrem e é necessário fazer referência a esses para que os nossos leitores estejam sempre atentos.

Desta vez foi o Azamara Quest, da Azaramara Cruises (que faz parte da Royal Caribbean), que se encontrava há 17 dias no mar para um itinerário pelo Sudeste Asiático, ficando à deriva no sul das Filipinas depois de ter sofrido um pequeno incêndio.

Este incidente começou na casa das máquinas, mas rapidamente foi extinto, segundo o operador do navio. Infelizmente as más notícias não ficam por aqui, ficando 5 membros da tripulação feridos devido à inalação de fumo e um outro que necessitou mesmo de cuidados hospitalares.

Depois de todos os problemas resolvidos, apesar do navio se ter encontrado algumas horas à deriva, o navio comunicou à Guarda Costeira Filipina que se encontrava já com toda a capacidade para se dirigir para Sandakan, Malásia, que era o seu próximo destino.

O navio chegou umas horas antes do que estava programado ao porto de Sandakan, porém apesar de pequenas alterações nos horários e ainda algumas reparações necessárias, os passageiros foram convidados a permanecer no navio ou então hospedar-se em Hotéis da região, apesar do navio não apresentar qualquer tipo de problema aparente.

Apesar dos problemas estarem resolvidos, o CEO da Azaramara Cruises agradece à tripulação toda a coragem para enfrentar o problema e aos passageiros a atitude positivo que mantiveram durante a resolução do mesmo. Os danos estão reparados e serão averiguados nos próximos dias, porém alertam-se os passageiros que vão embarcar no cruzeiro de 12 de Abril no mesmo navio para irem lendo as novidades no site da empresa, ficando assim a conhecer a progressão da situação.

Leia também  "The Reborn of the Cruise Industry" para acompanhar na Porto Maritime Week no Porto

Este tipo de incidentes, apesar de negativos para os passageiros que se encontravam no interior do navio, mostram a capacidade que a tripulação possui em resolver problemas durante o percurso do navio, não existindo grande gravidade neste caso.

Add Comment

Click here to post a comment

Leave a Reply