Azamara Cruises Experiências

Azamara: A companhia que alia o Destino e a Gastronomia a um Serviço de 5 Estrelas

Embarque em Lisboa

Devo confessar que levava em alta as expectativas quando subimos a bordo do Azamara Pursuit para um itinerário de 5 noites com saída na nossa bela Lisboa. Só o facto de sairmos do Tejo era – como para muitos cruzeiristas – um dos pontos altos do cruzeiro. E este, ainda, previa o regresso a Lisboa! Os outros portos de escala foram Málaga, Gibraltar e Portimão.

Apesar do itinerário ser sempre um dos principais objetivos da Azamara, este artigo incide mais na experiência a bordo, que a grande maioria dos passageiros portugueses pôde sentir – pela primeira vez – nesta companhia.

Destino, Gastronomia e Serviço são os destaques da Azamara

A Azamara não é uma companhia qualquer. Foca-se sobretudo no destino, na experiência e culturas locais, com estadias mais longas e com noites passadas nos portos, sempre com um ambiente acolhedor e familiar com que recebe os passageiros nos seus elegantes navios.

Como tal, não é de admirar que não tenha itinerários fixos, navegando todo o ano – pelos mais diversos destinos do mundo –  de itinerário em itinerário, com os seus três navios: o Azamara Quest, o Azamara Journey e o Azamara Pursuit, aos quais se juntará em breve o Azamara Onward.

Com apenas quatro navios, a Azamara vai visitar, durante a temporada de 2022/2023, 70 países e 275 portos, com 300 estadias longas e 170 noites em portos. De Maio a Outubro toda a frota estará na Europa.

A primeira sensação

Escadaria Central do Azamara Pursuit

O dia em Lisboa estava cinzento mas, mal subimos a bordo, fomos recebidos com um caloroso aplauso da tripulação, devidamente disposta pela elegante escadaria central do navio, inspirada – dizem – num tal de Titanic.

A primeira sensação a bordo é esta: a de um quente abraço coletivo da tripulação. Coloca a fasquia em alta. Reflete a importância do atendimento, um dos padrões mais altos da Azamara.

Não é, no entanto, o único ponto forte: o design interior dos seus navios – ao melhor estilo boutique hotel –  a alta gastronomia e a oferta cultural a bordo (e em terra) são outros dos destaques da Azamara.

Os espaços interiores

Mosaic Café bem no centro do deck 5

A cuidada decoração a bordo é do estilo tradicional com a presença de madeira escura a contrastar com tons claros e suaves. O conforto do navio nota-se, também, nos veludos dos seus sofás e poltronas, nos mármores cuidadosamente colocados e nas carpetes bem tratadas dos corredores.

O deck 5 é o coração do navio, onde estão os principais espaços públicos. Desde o restaurante principal na popa do navio, ao The Den – um espaço transformado num elegante bar – com um piano de cauda e música ao vivo, passando por uma pequena livraria com livros de viagem de todo o mundo e até lojas onde se podem encontrar algumas marcas de luxo como Louis Vuitton ou Gucci; este é o espaço favorito para um cocktail antes (ou depois) do jantar – quando o piano ganha vida com a ajuda de Todd – o pianista residente do Azamara Pursuit.

O Mosaic é um elegante café no espaço central do navio, que abrange toda a largura do navio e tem uma vista magnífica para a escadaria principal. O café serve doces e biscoitos, mas também chás, cappuccinos e chocolate quente.

Os espaços exteriores

Não sendo um navio grande, o deck das piscinas fica no 9, além do buffet – o Windows Cafe – inclui, ainda, a Sunset Veranda – uma esplanada na popa do navio com vistas fantásticas – e na proa, o The Sanctum – o spa do Azamara Pursuit que inclui também o ginásio.

Ao centro, a piscina – nada exuberante – está ladeada por dois jacuzzis generosos e conta com o apoio do Pool Bar. Todo este deck está apetrechado de muitas espreguiçadeiras acolchoadas e com almofadas, algo que não é visto – com tanta frequência – noutras companhias mais populares. Com um tempo mais ventoso, há cobertores para uso dos passageiros enquanto estes desfrutam do ar livre neste deck.

Subindo um deck – ao 10 – temos na popa, dois restaurantes temáticos, o Drawing Room – um espaço para leitores – com centenas de livros nas estantes, mesas para jogos de tabuleiro, um piano e vistas para as piscinas.

Já na proa do navio, fica o bar mais “animado”-  o The Living Room – um espaço com pista de dança, bar e belas poltronas viradas para o oceano, bem na frente do navio. É para aqui que vai o passageiro que gosta de um pé de dança, mas – tendo em consideração o perfil do passageiro da Azamara – não é de esperar que a festa acabe muito tarde, já que no dia seguinte, é preciso explorar o destino e o “pessoal” gosta de acordar cedo!

A Gastronomia

O Azamara Pursuit tem vários restaurantes disponíveis: o Windows Café é o habitual buffet, o Discoveries é o restaurante principal “à la carte” e dois restaurantes temáticos – o Aqualina, de cozinha italiana e o Prime C, para os amantes de um bom grelhado. Não tivemos oportunidade de ir aos temáticos, mas devo dizer que o Discoveries está num patamar muito elevado, quer ao nível de ambiente, quer ao nível gastronómico. E este é um dos pontos mais fortes da Azamara!

O salão do Discoveries – ocupa toda a popa do deck 5 – é um espaço amplo em tons bege com mesas bem distanciadas e uma ótima sala de espera com bar e sofás. Aliás, nunca foi preciso aguardar! Pois, mesmo não havendo horários, nem turnos de jantar, há sempre uma mesa disponível. Sem esperas e sem marcação.

O serviço é impecável e de proximidade, sempre servido pelos mesmos funcionários, que até já sabiam os nossos gostos. O cardápio do restaurante é extenso, dividido em duas partes: uma com os habituais clássicos, como o Cocktail de Camarão, a Sopa de Cebola, o Salmão Assado no Forno ou o Bife à Nova Iorque, sempre com 6 a 8 pratos, e outra com uma lista de sugestões locais, conforme o porto de escala.

A qualidade da confeção dos pratos é excelente, e apesar de não ser um “bom garfo”, lá repeti – o pedido –  uma e outra vez  para experimentar os vários pratos. Fiz o mesmo com as divinais sobremesas – que são sem dúvida – um dos principais trunfos desta companhia. Destaco, aqui ,o Chocolate Lava Cake – um bolo de chocolate cujo interior escorre como lava – servido com gelado e o Baked Alaska, uma mistura de pão de ló e gelado de baunilha que vai ao forno.

O serviço

O serviço da Azamara é de proximidade e “ao detalhe”. A entrada dos passageiros no navio, saudada com uma salva de palmas pela tripulação – incluindo oficiais de alta patente – é um forte cartão de visita da companhia. Isso nota-se no dia-a-dia, em cada encontro com os membros da tripulação, sempre sorridentes e com calorosos cumprimentos.

Em qualquer bar ou café – não somos nós que pedimos para nos servirem – são os funcionários que nos oferecem sempre algo para beber ou petiscar. E isto repete-se vezes sem conta, sempre centrados no passageiro e no seu bem estar.

O camarote, embora não tão espaçoso como desejável, está bem equipado. A Azamara providencia várias amenidades no quarto, como água engarrafada, shampoo, amaciador, algodão e até cotonetes. No armário não falta o roupão, os chinelos e até um guarda-chuva para os dias mais chuvosos. Além disso, somos recebidos no camarote com uma garrafa de espumante e dois docinhos de chocolate, que foram sempre repostos todas as noites durante o cruzeiro.

As excursões

Azamara Pursuit atracado em Gibraltar

As excursões da Azamara são outra prioridade para a companhia, com destinos e experiências imersivas. A companhia chama-lhes “Destination Immersion” e são excursões mais longas, em destinos culturalmente enriquecedores. Em todos os itinerários de 7 noites, a Azamara inclui uma AzAmazing Evening – uma experiência para viver o destino, a sua cultura e o seu povo – que se pode traduzir num concerto da Orquestra de São Petersburgo, numa visita ao Papa Museum ou numa atuação de acrobatas no Mónaco.

E sabemos que os navios da Azamara, mais pequenos, conseguem chegar a portos que outros não conseguem. Por exemplo, muitos atracam em Cádiz, Espanha e os navios da Azamara estão habilitados a subir o Rio Guadalquivir e a atracar bem no centro de Sevilha. Conseguem igualmente chegar a Londres através do Rio Tamisa.

A Noite Branca da Azamara

Não sendo possível sentir uma AzAmazing Evening num itinerário de apenas 5 noites, o ponto alto foi – sem dúvida – a White Party da Azamara, que – aliás – a companhia leva muito a sério. Primeiro, pelo local em si. Todo o deck das piscinas é “encerrado” para a Noite Branca, retirando-se todas as espreguiçadeiras que dão lugar às mesas dispostas em redor da piscina. Num dos lados, é colocado um buffet, acompanhado de vários grelhadores e ao centro, o palco é preparado para receber a Lucky Charm – a banda residente do Azamara Pursuit que nos “deu” música toda a noite.

A Noite Branca começou às 18h30, com a banda a tocar vários êxitos e com a pista de dança improvisada a ser preenchida timidamente. A festa teve – ainda – uma parada da tripulação representada pelos seus respetivos países e acabou – já – no The Living Room, com a atuação do DJ Nelson.

O itinerário do Azamara Pursuit

Este cruzeiro – de apenas 5 noites – teve embarque em Lisboa e escalas em Málaga, Gibraltar e Portimão, antes de regressar à capital portuguesa. Vou deixar aqui algumas fotos destes destinos, principalmente de Málaga e Gibraltar, já que em Portimão não houve oportunidade para um passeio em virtude do tempo chuvoso que – anormalmente – se fez sentir nesta região do Algarve.

Málaga, Espanha

Porto de Málaga visto do Miradouro de Gibralfaro

Gibraltar

Gibraltar

O que mais gostei da Azamara

  • Os itinerários são diversificados e chegam a destinos menos conhecidos
  • A amabilidade da tripulação e o serviço atento ao detalhe da Azamara
  • Os navios são pequenos e intimistas o que facilita o convívio com outros passageiros
  • A gastronomia é de eleição e o paraíso para foodies

O que menos gostei da Azamara

  • O espaço no camarote é algo reduzido sobretudo na casa de banho
  • A Internet a bordo é lenta e cara ($99 para o pacote ilimitado)
  • Não forneceram diariamente máscaras no camarote (apenas no primeiro dia)
  • Algumas cervejas internacionais não estão incluídas no pacote de bebidas (Heineken, p.ex.)

O que está incluído num cruzeiro Azamara

  • AzAmazing Evenings em itinerários de 7 noites (mínimo)
  • Gratificações
  • Pacote de Bebidas (cocktails selecionados, cervejas, vinhos, água engarrafada, cafés e chás)
  • Lavandaria self-service
  • Serviço de concierge

Para quem se destina a Azamara

  • Casais que privilegiam o destino e a descoberta de novos povos e culturas
  • Foodies, amantes da gastronomia
  • Casais sem filhos que gostem de relaxar e ter um cruzeiro tranquilo
  • Para quem gosta de explorar portos menos conhecidos

Para quem a Azamara não é aconselhável

  • Casais com crianças
  • Casais que gostem de muitas atividades (diurnas e noturnas)

Itinerários do Azamara Pursuit

Azamara Pursuit atracado em Málaga

Os itinerários do Azamara Pursuit em 2022 são na Europa “saltando” de porto em porto e incluem Civitavecchia, Atenas, Istambul, Barcelona e Lisboa.

Em Junho, o navio desloca-se para o Norte da Europa fazendo itinerários que compreendem Copenhaga, Oslo, Southampton, Dublin, Reiquiavique e Amesterdão. No final do ano, o Azamara Pursuit segue para América do Sul com cruzeiros pelo Brasil e Argentina.

 

Nós Ajudamos!

Nós Ajudamos a Escolher o seu Cruzeiro

Nós Ajudamos!

Nós Ajudamos a Escolher o seu Cruzeiro

Nuno Ribeiro

Olá, o meu nome é Nuno Ribeiro e sou fundador do Blog dos Cruzeiros, um blog sobre o mundo dos grandes cruzeiros, onde pode encontrar notícias, opiniões, sugestões, guias, companhias, navios e muito mais.

Sempre que subo a bordo de um navio descrevo toda a experiência aqui para que possa ajudar quem pretende fazer um cruzeiro. Boas leituras!

Consulte os nossos Cruzeiros de Grupo para 2023!