fbpx
Notícias Royal Caribbean

Após acidente nas Bahamas, Oasis of the Seas prepara-se para a Europa em Espanha

O Oasis of the Seas, da Royal Caribbean, considerado o quarto maior navio de cruzeiros do mundo, já partiu para Cádiz, Espanha, onde será revitalizado, após o acidente nas Bahamas, quando se encontrava a fazer uma reparação.

Segundo fontes da Navantia à Europa Press, o reparo da embarcação, pertencente à Royal Caribbean, terá um “impacto muito positivo”. Embora até agora não seja possível quantificar o número de trabalhadores que a reparação irá gerar, isso significa um aprimoramento da imagem da empresa em todo o mundo.

Consulte aqui os itinerários do Oasis of the Seas na Europa em 2019

Por seu turno, a Royal Caribbean confirmou que o Oasis of the Seas será reparado em Cadiz, tendo por isso de cancelar os cruzeiros marcados para 6, 14 e 21 de Abril. Prevê-se que volte a estar operacional a partir de 5 de Maio, já na Europa.

Além disso, a empresa tem valorizado o “reconhecimento global” da Navantia na “manutenção e revitalização” dos seus navios ao longo dos últimos oito anos em que estes têm passado pela sua estância em Cádis.

[xtopic title=”Tome Nota” layout=”1″ alignment=”right” ids=”21403″]

Os cruzeiros foram cancelados devido a um guindaste que caiu no navio enquanto este esteve em doca seca nas Bahamas. É o único dique seco disponível que pode reparar um navio com a dimensão do Oasis of the Seas.

Leia também  2023 foi um ano de recordes da atividade de cruzeiros no Porto de Lisboa

Os passageiros que tinham reservas para estes três cruzeiros receberão o reembolso total do bilhete, bem como um certificado de cruzeiro futuro avaliado em 100% da tarifa do cruzeiro.

A Royal Caribbean também reembolsou os passageiros pelas taxas de troca de bilhetes de avião até ao valor de 200 dólares para voos domésticos e 400 dólares para voos internacionais.

 

Share this

Novo Cruzeiro de Grupo: Ilhas Gregas a bordo do Celebrity Infinity!