fbpx
Notícias

Construção de novos navios abranda mas opções aumentam

Depois de uma onda de construções de novos navios, a indústria de cruzeiros  está a desmultiplicar-se. Os estaleiros já não estão esgotados.

No ano passado, a nova adição da rede para a frota global de cruzeiros foi de apenas quatro navios. As novas entregas aumentaram para 7 este ano mas em 2013 voltará a ver-se o flutuar para apenas quatro navios.

Deveriam os agentes de viagens estar preocupados? Apesar de tudo, o que é novo e brilhante vende sempre. Novos navios significam novas características para os turistas apreciarem, novas actividades para experimentar e novos lugares para ver.

Assim, no que toca  ao entusiasmo poderá haver uma descida. Mas ainda está muito em jogo, como mostram os números da Associação Internacional de Cruzeiros (CLIA).

No seu relatório anual sobre o impacto económico do negócio dos cruzeiros em todo o mundo, a CLIA refere que o aumento de 2,3% de novos navios no mercado disfarça o aumento de 4,1% do número de camas desses navios e um aumento de 8,5% em reservas disponíveis para venda.

As reservas aumentaram devido a existirem mais cruzeiros de curta-duração e também porque os novos navios continuam a crescer. No ano passado, um navio normal tinha 1.780 camas, contra os 1.474 do ano anterior.

As recentes mudanças na frota da companhia Celebrity Cruises e Princess Cruises fornecem uma antecipação para o que está a acontecer. O ano passado marcou a última navegação do Celebrity Mercury sob as cores azul e branco. O navio foi vendido à empresa TUI Cruises, uma parte do grande operador turístico alemão. Construído para transportar 1.870 passageiros, o Mercury era um navio grande para a época. Hoje em dia não é nada de especial mas a sua saída abre caminho para o Celebrity Reflection, previsto para Dezembro, que vai levar 3.030 passageiros e tem novos serviços e características que o Mercury carece.

Leia também  Cruzeiros superam números pré-pandemia com 31 milhões de passageiros em 2023

O Reflection é o último dos cinco navios da classe Solstice, que representam um investimento de 3,75 mil milhões de dólares por parte da Royal Caribbean, que adquiriu o Celebrity em 1997.

Uma mudança semelhante da frota está em curso na Princess Cruises. Longe da frota está o pequneo Royal Princess, agora a navegar para P&O Cruises, com o nome de Adonia. No próximo ano, o novo Royal Princess será entregue com cinco vezes a capacidade do seu antecessor.

About the author

Blog dos Cruzeiros

O Blog dos Cruzeiros é um blog sobre o mundo dos grandes cruzeiros criado por Nuno Ribeiro em 2009 e onde partilha as suas viagens e experiências a bordo de navios de cruzeiro.

Share this

Novo Cruzeiro de Grupo: Caraíbas a bordo do luxuoso Celebrity Beyond!