Artigos

10 Mitos sobre Cruzeiros

Este ano mais de 12 milhões de turistas vão fazer um cruzeiro em alguma parte do mundo. Saiba o que assusta mais aqueles que nunca viajaram num navio de cruzeiro.

No entanto existe um grande número que evita este tipo de férias muito por culpa de mitos há muito enraízados na mente das pessoas. Os cruzeiros são um mundo maravilhoso e um fantástico destino de férias. Não deixe que estes mitos o impeçam de marcar o seu cruzeiro!

Mito 1 ) Poderei enjoar

É um dos “medos” mais temidos pelas pessoas. Contudo os actuais navios de cruzeiro são estáveis e o enjôo é uma raridade. Para aqueles que possam sofrer de enjôos existem vários medicamentos disponíveis para os viajantes que ajudam a aliviar esses sintomas.

Mito 2 ) Poderei apanhar uma gastroenterite

Um dos agentes que pode causar este problema é o norovírus, um vírus altamente contagioso e resistente ao meio ambiente. A higiene contínua ajuda no combate a este vírus que pode ser encontrado em vários locais de aglomeração de pessoas como escolas, escritórios, centros comerciais, etc. Os navios de cruzeiros são locais limpos com higiene e medidas de limpeza constantes.

Mito 3 ) Os cruzeiros são “tudo incluído”

Existem muitos cruzeiros que não fornecem o chamado “tudo-incluído”. Num esforço para manter os preços acessíveis muitas companhias de cruzeiros cobram por aquilo que consideram “extra” como vinho ou água em garrafa. Com o constante aumento das actividades e serviços a bordo os preços a cobrar pelas companhias também aumentam. No entanto os tradicionais serviços nos cruzeiros como serviço de hotel, piscinas, espectáculos, etc, estão incluídos no preço base para que apenas pague por gratificações e bebidas que desejar.

Mito 4 ) Tenho que jantar num horário específico e com pessoas que não conheço

Muitos cruzeiros ainda praticam o tradicional lugar à mesa marcado. Contudo há cada vaz mais companhias a optar por acesso livre às salas de jantar, o que significa que o pode fazer com quem quiser e onde quiser. Actualmente já é possível escolher um restaurante de cada especialidade e com horários flexíveis.

Mito 5 ) Os navios de cruzeiros estão apinhados de gente

Hoje em dia em qualquer navio de cruzeiro poderá encontrar o seu canto para ler um livro ou para estar com a(o) sua (seu) acompanhante num ambiente calmo e tranquilo. Mesmo que os actuais navios com capacidades superiores a 3000 passageiros possam parecer um mar de gente não será mais do que pode encontrar num hotel, em grandes restaurantes e até em resorts. Os responsáveis pelas companhias de cruzeiro fazem desta questão uma prioridade e em muitas delas existe um grande espaço distribuído por passageiro com vastas áreas comuns.

Leia também  Hoje o Blog dos Cruzeiros está de Parabéns (uma pequena e muito pessoal retrospetiva destes 10 anos)

Mito 6 ) Não gosto de praia logo não vou gostar de cruzeiros

Como parte significativa dos cruzeiros têm como destino as Caraíbas muitas pessoas associam este tipo de viagens com esta zona, tradicionalmente uma referência para férias de praia. Contudo um cruzeiro é muito mais que sol, praias e águas claras. Os navios de cruzeiro visitam todos os continentes e para quem gosta de viajar com certeza encontrará um itinerário que preencha os seus desejos.

Mito 7 ) Navios de cruzeiro são para os mais velhos

Muitos “cruzeiristas” são séniores mas a maior parte deles são extremamente activos e todos eles têm excelentes histórias de vida para partilhar. Uma regra que se pode aplicar é que quanto mais longo e caro for o cruzeiro mais avançados na idade serão os passageiros. Aqueles navios de cruzeiro com grande actividade desportiva, como desportos de água, parques aquáticos ou paredes de escalada, mais apelativos são aos jovens viajantes.

Mito 8 ) Navios de cruzeiro estão cheios de gente “festeira”

Muitos cruzeiros são destinados para famílias grandes. Apesar de encontrar muitas festas em cruzeiros, encontrará também passageiros de todas as idades, raças e culturas. A única coisa que todos têm em comum é o gosto por viajar o que não significa necessáriamente que sejam “festeiros”.

Mito 9 ) Navios de cruzeiro são perigosos

Os navios de cruzeiro parecem ter ganho fama de serem perigosos. Eles, actualmente, são muito seguros, e com mais de 11 milhões de passageiros todos os anos a taxa de crime existente é muito baixa. Existem passos fornecidos pelas companhias para quem tenha um cruzeiro divertido e sobretudo seguro.

Mito 10 ) Navios de cruzeiro são monótonos

Parece ser um medo comum entre aqueles que nunca viajaram num navio de cruzeiro. Actividades nestes navios podem variar desde trabalhar o físico num ginásio de alta tecnologia até sentar calmamente a apreciar o oceano ou ler um livro. Pode aprender informática, um língua estrangeira, jogar cartas ou dançar. Pode apreciar um concerto de piano, divertir-se no casino ou até praticar um desporto ao ar livre. Muitos cruzeiros passam o dia no porto o que permite sair para explorar qualquer parte do mundo.

7 Comments

Click here to post a comment

  • Aproveito o conhecimento do blog sobre o assunto, e faço uma pergunta.
    Se 12 milhões ano, viajam em cruzeiros, 1 milhão mês.
    Ou 33.300 dia.
    Que cada passageiro (e os tripulantes nessa conta?) façam suas necessidades fisiológicas em média 1 vez por dia, numa base simplista de 350 gr de excrementos, isso poderia significar 11,6 toneladas lançados nos oceanos diariamente, ou ainda, 4,2 mil toneladas ano.

    É isso? Já não bastam o que os aviões fazem de dano ao planeta, agora também os navios de turismo?

  • toco,
    ora, essas pessoas fariam isso estando ou não em um Cruzeiro. oO
    Esse seu argumento é totalmente sem fundamento.

  • Só para esclarecer os dejetos e lixo dos navios não sao jogados ao mar, são extraídos em cada parada. Quem nunca fez um cruzeiro que não tire conclusões sem fundamentos.

  • Pelo que sei existem estações compactas de tratamento de efluente nos navios, desta forma todo o efluente é tratado, sendo que a parte líquida é eliminada, livre de contaminantes e a parte sólida é retirada nas paradas. Funciona como um tratamento de efluente de uma empresa ou de uma cidade (as que possuem), sendo assim, os dejetos dos passageiros estarão sendo tratados enquanto na maioria das cidades do Brasil isto nem existe.

Nuno Ribeiro

Olá, o meu nome é Nuno Ribeiro e sou fundador do Blog dos Cruzeiros, um blog sobre o mundo dos grandes cruzeiros, onde pode encontrar notícias, opiniões, sugestões, guias, companhias, navios e muito mais.

Sempre que subo a bordo de um navio descrevo toda a experiência aqui para que possa ajudar quem pretende fazer um cruzeiro. Boas leituras!