Home Notícias Royal Caribbean apresenta nova tecnologia para a conservação do meio ambiente
Royal Caribbean apresenta nova tecnologia para a conservação do meio ambiente

Royal Caribbean apresenta nova tecnologia para a conservação do meio ambiente

94
0

A defesa do meio ambiente e o cumprimento das normas ambientais são uma preocupação diária a bordo da Royal Caribbean. Consciente da importância de preservação das águas e da atmosfera, a Royal Caribbean Cruise Lines Ltd. continua a apostar em melhorias no seu Programa de preocupação ambiental implementado para a tripulação – Save the Waves – cumprindo e excedendo os requisitos ambientais regulamentados.

Através deste programa, o grupo comprometeu-se fortemente com uma rigorosa gestão ambiental, seguindo políticas, práticas, regulamentos e iniciativas específicas, tendo em vista o alcance dos mais altos padrões possíveis de gestão ambiental e comunitária. Inicialmente sendo um programa centrado na gestão de resíduos a bordo, evoluiu para uma filosofia de responsabilidade social e práticas de sustentabilidade em toda a empresa que orientam várias áreas do negócio da companhia. Este programa conta com 4 princípios fundamentais:

São 4 os princípios fundamentais deste programa:

  1. Reduzir, reutilizar e reciclar
  2. Prevenir a poluição
  3. Ir para além do estabelecido
  4. Melhorar e contagiar

A bordo dos navios do grupo Royal Caribbean, existe um centro de reciclagem e um Environmental Officer responsável por esta área.

Todos os desperdícios de comida passam por um processo de reciclagem, para que possam ser deitados ao mar sem causar qualquer impacto ambiental. A água das piscinas e águas residuais são tratadas a bordo e transformadas em água potável, para ser reutilizada a bordo ou reintroduzida de novo no oceano.

Os sistemas avançados de purificação de emissões (AEPs – Advanced Emissions Purification Systems) ajudam a companhia a melhorar a qualidade do ar. Também apelidados de “depuradores“, os AEPs são uma nova tecnologia para a indústria marítima, atualmente utilizada em 25 navios do grupo Royal Caribbean, já com uma longa história de uso para indústrias em terra.

Os AEPs pulverizam o escape do motor com uma névoa de água fina de jatos de água, estrategicamente colocados dentro dos canos dos navios. À medida que a névoa de água combina com o dióxido de enxofre no escape, é causada uma reação química e o enxofre é removido, enquanto se produz uma pluma branca limpa. A água que não é evaporada ou transformada em vapor é drenada e tratada.

Assim, os AEPs removem aproximadamente 98% de dióxidos de enxofre, 40-60% do total de partículas e até 12% de óxidos de nitrogénio. Os AEPs trabalham pulverizam estrategicamente o escape do motor com uma névoa de água fina. Enquanto resultado deste processo inovador, no final apenas se verá uma nuvem branca constituída por vapor de água. Estas emissões cumprem ou excedem todos os requisitos regulamentados neste domínio.

Para garantir a conformidade com todos os requisitos regulamentares para as emissões, os sistemas AEP utiliza um instrumento de análise eletrónica específico, apelidado de unidade CEMS (Continous Emission Monitoring System – Sistema de Monitoramento Contínuo de Emissões), para monitorizar, ajustar e gravar os níveis de emissão de forma contínua.

Todos os AEPs/depuradores do grupo Royal Caribbean são previamente aprovados para cumprir os critérios MARPOL para uso internacional, seja em terra ou em mar, pela Sociedade de Classificação da Marinha.

(94)

Booking.com
Nuno Ribeiro Nuno Ribeiro é fundador e editor do Blog dos Cruzeiros, um blog sobre o mundo dos grandes cruzeiros, onde poderá encontrar notícias, opiniões, experiências, sugestões, guias, companhias, navios e muito mais.